Em Araraquara, 40% da vigilância residencial é clandestina

O presidente do Sindicato dos Vigilantes de Araraquara e Região, Jorge Roberto Zacarias, denuncia que 40% da vigilância residencial em Araraquara é feita por seguranças em situação irregular. "Temos cadastro de três mil profissionais, mas, seguramente, sei que atuam na cidade mais umas duas mil pessoas sem capacitação para fazer este serviço", declara o sindicalista.

A fiscalização sobre as empresas de segurança é feita pela comissão de segurança privada da Polícia Federal de Araraquara. A PF avisa que apenas nove empresas estão regulamentadas para prestar este serviço na cidade, conforme seu banco de dados.

Segundo Zacarias, o risco na contratação de vigias clandestinos existe porque as pessoas não passam por cursos de técnicas de defesa pessoal, manuseio de armas nem procedimentos para garantir a segurança. "Além disso, as empresas clandestinas não fazem triagem dos contratados, o que abre a possibilidade de colocar na função de vigia, com um colete de segurança, uma pessoa que pode ter ligação com o crime", alerta.

Nos mais visados

Este ano, o Sindicato recebeu denúncia da atuação de vigias clandestinos nos bairros São Geraldo, Santa Angelina e Vila Harmonia, os mais atacados na onda de assaltos registrada pela Polícia Militar nos últimos dois meses.

Quando fica sabendo da atuação de empresa clandestina, Zacarias repassa o endereço para a PF e para o Ministério do Trabalho. "Mas nem sempre tem como fazer isto, porque os vigias entregam cartões em que constam apenas o nome e o celular, sem sede fixa da empresa, o que levanta mais suspeita."

Diretor de empresa de segurança cadastrada na PF, Wesley José da Silva afirma que a irregularidade no setor não está restrita apenas a imóveis residenciais, mas existe em empresas e até eventos. "A gente sabe que tem firmas em Araraquara que contratam clandestinos porque cobram até 60% abaixo do preço", diz.
PF dá dicas para a contratação de vigias
Segundo a Polícia Federal (PF), para contratar uma empresa de segurança deve-se exigir uma série de documentos. Na lista estão CNPJ, Certificado de Segurança e alvará de funcionamento concedido pelo órgão com publicação no Diário Oficial da União, Atestado da Divisão de Registros Diversos expedido pela Secretaria de Segurança Pública, Contrato Social, Certidão Negativa de Débitos perante o INSS, Certidão de Regularização Fiscal, Certidão de Distribuição de Ações Cíveis e de Execução Fiscal Estadual e Municipal e Certidão de Dívida Ativa da União. Sem um destes itens, a empresa certamente não está qualificada nem adequada para atuar no setor.
Eu vivi
"Eu sou vigilante há 15 anos, com muitos cursos, mas não é fácil trabalhar nesta profissão, porque tem sempre de estar se aperfeiçoando e preparado para tudo. Já tive companheiros que foram amarrados e dominados durante assaltos e ficaram sob a mira dos bandidos. Tem gente que entra nessa vida de vigia pensando que vai ficar só na guarita, sem riscos, mas tem muitos. Por isso, 30% desistem no primeiro mês, depois de conhecer de verdade o trabalho. E mesmo a gente que trabalha conforme a lei é parado pela Polícia Militar. Nem sei como estes clandestinos conseguem trabalhar."
José Feliz Uchoa
Vigia

60%
a menos é o valor cobrado pelas empresas de vigilância clandestina para fazer o mesmo serviço dos regulamentados
Indícios de clandestinidade
Sem antecedentes
Vigilantes contratados sem apresentar documentação
Porte de arma
Nenhum vigilante residencial tem permissão para andar armado
Valor
O preço cobrado pelas empresas clandestinas está bem abaixo do mercado
Sem uniformes
Vigilantes trabalham apenas com coletes pintados com as palavras "Segurança", com vestuário e calçados despadronizados
Internet
Site da Polícia Federal (www.dpf.gov.br) mantém lista atualizada de empresas cadastradas para segurança privada
Fonte: Sindicato dos Vigilantes de Araraquara e Região

Portal Araraquara Hoje

Criado com a intenção de unificar as notícias mais importantes de Araraquara, região, Brasil e mundo.Créditos da imagem: Núcleo de Artes Visuais de Araraquara